Família

O laço familiar é um laço sagrado, de acordo com a visão de mundo dos antigos heathens. No centro da vida dos heathens antigos estava o fogo da lareira (hearth). O seu fogo protegia os membros da família e os unia. A lareira é o centro da família (ætt ou cynn), onde os cultos mais básicos aconteciam, e as famílias eram as unidades mais básicas da tribo, ou seja, do innangarðr.

A família um laço que não se rompe. Não existe divórcio da família. O banimento dela é a maior punição que um pagão dos tempos antigos poderia sofrer. Cada família é em si mesma uma personalidade, um indivíduo. Cada um de seus membros são apenas partes, manifestações dessa personalidade, ou seja, divíduos. Há uma inter-relacionalidade, interconexão entre cada um dos membros da família.

O innangarðr de uma pessoa é o seu verdadeiro templo. E ele não se forma de laços aleatórios, mas de sangue em comum herdado ou de sincero laço de juramento. Ambos mantidos pela lei antiga dos povos heathens que diz: “um presente exige um presente”. Tal laço é um tanto óbvio, porém está cada vez mais se dissolvendo em nossa sociedade. Cuidar de sua família, não importa a religião deles, é essencial: eles são sua tribo. É com sua família que a sua mæġen é compartilhada, é a reputação da sua família que será sua reputação, como parte da personalidade dela.

Dentro da família heathen tribal germânica, no passado, um papel tinha grande importância: o líder familiar. Conhecido como heiwafráuja  entre os godos, hēmahēto entre os francos, ele era sempre o homem, em última instância responsável pelo sustento, bem-estar, educação, pela execução dos ritos religiosos para vættir, ancestrais e cofgodas ao redor da lareira da família, em suma, o responsável pela restauração e preservação da þēaw tribal, mas não era uma espécie de déspota ou autoridade incontestável, social ou religiosamente.

Nos dias atuais o papel do líder familiar,  pode ser desenvolvido por pessoas de qualquer dos sexos em uma determinada família, já que ele ou ela é responsável pela reconstrução das tradições heathens em sua família. O líder familiar é então aquele que mais se esforça por compreender, resgatar e colocar em prática a visão de mundo dos antigos, e estabelecer o elo entre os antigos heathens e sua própria geração e as próximas. Seu papel é uma espécie de guardião, mantenedor, transmissor do conhecimento e práticas antigas que conseguir reconstruir.

Suas dísir são as mães ancestrais do seu clã, e são elas que determinam a ørlǫg de cada novo membro ao nascer. Seus antepassados vivem em você e nos seus parentes. Mas também, se devidamente honrados, têm força para ajudar a manter a friðr de uma família ou innangarðr em um mundo tão caótico. Além disso, a família heathen é onde lealdade, justiça e verdade devem sempre ser respeitadas e mantidas. Cada um dos membros é interdependente dos outros pois, como grupo, eles são mais fortes. O sangue ou a palavra (juramentos) unem vivos e ancestrais em uma única coisa.

Assim, indiferente dos deuses que cultue, ou de possuir um grupo religioso heathen, sempre honre sua família, não importa se ela viva em Miðgarðr ou em Hel. O seu círculo familiar é sagrado, enquanto heathen.

Esse é um dos costumes ou hábitos mais importantes para a manutenção da þēaw de um heathen.

Anúncios