Sobre

O objetivo dessa página é informar aos interessados sobre a criação de comunidades heathens autônomas, guiadas pelo princípio do tribalismo.

Assumimos que o heathenismo ou heathenry tribal é uma corrente específica do paganismo germânico, e não igual a todo e qualquer outro (como ásatrú ou odinismo), baseada na reconstrução da religiosidade, cultura, organização social e principalmente a visão de mundo germânicas. Sendo assim, o heathenismo tribal difere das correntes individualistas do paganismo (nórdico) por seu enfoque na ortopraxia (ação) e não na ortodoxia (crença), além da função central da consciência extra-individual, da personalidade interrelacional (tribal) baseada na relação de friðr do heathen tribal com sua comunidade ou innangarðr.

O tribalismo, por sua vez, se baseia também no critério de “ortopraxia” e compreensão e aplicação da visão de mundo (“Weltanschauung“) germânica pré-conversão como ponto de definição do heathenismo. Para nós, o heathenismo tribal não está aberto para todos, mas para quem o entenda e queira realmente reconstruir e se reinserir nessa visão de mundo. Isso significa que nosso critério não é baseado em raça, cor, orientação sexual ou gênero. Uma pessoa de ascendência africana ou judia pode compreender a cultura heathen tribal melhor do que um branco europeu. Não é a raça ou outro fator senão a compreensão intelectual e hábitos práticos e costumes que definem a essência de uma pessoa que se denomina heathen tribal. Todavia, como tribalistas, rejeitamos influências políticas de direita ou esquerda ou qualquer espectro da política moderna quando estes quiserem se apropriar do heathenry para suas propagandas.

Apesar de não apoiarmos o preconceito e discriminação, não achamos correto macular o heathenismo como mero campo de militância política.

Consideramos também que cultura é hábito e relação social e não sangue.

Dito isto, não consideramos que o heathenismo tribal seja para muitas pessoas, pois requer uma imersão profunda na visão de mundo pré-cristã. Mas aqueles que quiserem e se esforçarem para compreendê-lo encontrarão aqui um lugar para se informar sobre o assunto em língua portuguesa, dado que a maioria do material se encontra em inglês.

Por fim, acreditamos que cada grupo possui autonomia para praticar tanto o heathenismo quanto as outras vertentes do paganismo como ásatrú, odinismo, theodismo, forn sed, etc. Mas que há um conjunto de práticas e ideias comuns que nos definem como heathens tribais e não como qualquer outro tipo de pagãos germânicos ou nórdicos, ou mesmo pagãos em geral. E é isso em comum que buscaremos explicitar aqui.

Para o tribalismo o indivíduo não é o foco, mas a comunidade, a tribo. Isso significa que ambos o individualismo e o universalismo são pontos que não nos interessam.